ir para o conteudo principal

Engenharia, Operação e Educação de Trânsito

Sinais de trânsito de uma civilização extinta?

Enigmáticas figuras encrustadas no deserto de Atacama, no norte do Chile entre Árica e Tocopilla, com mais de 200 metros de comprimento, intrigam cientistas e arqueólogos do mundo inteiro há décadas. Quem as fez? Com que propósito?

Cruzando os áridos cerros do Vale de Azapa, de Chiza Suca, Tiliviche e Abra, a pé ou pelo ar, encontramos imagens grandiosas. Em meio ao deserto, surgem "linhas e pistas" (encontradas também em Nazca, Peru), figuras de "homens", arranjos geométricos, animais da região, enigmáticos círculos, espirais, "flechas", etc.

Um dos maiores especialistas no assunto, o prof. Luis Briones Morales, do Departamento de Arqueologia da Universidade de Terapacá, no Chile, defende a idéia de que os geoglifos (escrituras no solo, em grego), tenham sido monumentais sinalizadores indicando que o lar estava próximo, ou seja, estas formas do deserto indicariam aos viajantes de mil anos atrás, que caminho seguir. Segundo o prof. Briones, os autores das imagens do deserto de Atacama teriam sido os tiwanacotas, que habitaram a região antes dos incas e dos europeus chegarem.

A civilização tiwanaku controlou durante quinhentos anos uma região que englobava o oeste da Bolívia - onde ficava sua capital -, o norte do Chile e o noroeste da Argentina. Construíram complexos sistemas de irrigação e instituíram uma vasta rede de intercâmbio através do deserto com os povos da costa. Eram considerados pacíficos e de grande religiosidade. Desapareceram misteriosamente perto do ano 1000 d.C..

Segundo os estudos de Briones e outros colegas, como a antropóloga Persis Clarkson, da Universidade de Winnipeg, no Canadá, somos levados a crer que os geoglifos demarcam uma rede de estradas usadas por homens e lhamas, que cortou o deserto entre os anos 500 e 1500 da nossa era.

No meio do deserto, água é algo raro e portanto difícil de se encontrar. Por isso, o caminho seria demarcado. Esta teoria explicaria o desenho de sapos e lagartos, animais sagrados associados à água, que foram encontrados em lugares onde havia chance de encontrá-la.

Texto extraído de Acasicos.

Imagem pinçada na página Dadaisforever .

Notas & Notícias

  • Na Espanha, taxistas exigem a retirada de aplicativo de compartilhamento de viagens entre particulares.
  • El Mundo
  • Curso EAD "Sobrevivência no Trânsito."
  • Consulte
  • Lançamento do edital para construção de ciclovias em Curitiba, contratada pela
  • ANTP.
  • Empresas de ônibus estão com medo da carona solidária, na Espanha.
  • El País
  • Municipalização do trânsito: apesar de obrigatória, atinge apenas 25% dos municípios brasileiros.
  • Leia
  • São Paulo estreia primeiro semáforo exclusivo para ônibus.
  • Estadão.com.br
  • Vaga para engenheiro de transportes júnior.
  • ANPET
  • Carro pequeno pode estacionar a 90º?
  • Zero Hora
  • Trânsito pode agravar problemas de saúde da população.
  • Leia.
  • Anúncio australiano para reduzir acidentes faz o tempo parar.
  • adNEWS
  • Uma semana sem carros em Bogotá.
  • SEESP
  • Abreviaturas comumente usadas nas placas de indicação.
  • Consulte.
  • Eduardo Vasconcellos fala sobre seu novo livro.
  • ANTP
  • Concurso Público de Magistério na UFMG.
  • ANPET
  • Participe do debate sobre Transporte Coletivo.
  • Linked in
  • Renault cria carro com drone para motorista evitar trânsito.
  • Terra
  • BRT é a solução de mobilidade adota pelas maiores metrópoles do mundo.
  • ANTP
  • A morte do urbanismo rodoviarista: cai o viaduto carioca.
  • Mobilize
  • Pesquisa de Mobilidade da Região Metropolitana de São Paulo
  • Mobilize
  • Robôs controlam o trânsito na República Democrática do Congo.
  • Terra
  • Carona solidária é alternativa também para usuário do transporte público.
  • Leia
  • Em Bogotá, sistema de ônibus entrou em colapso.
  • Estadão
  • O tráfego da ética no trânsito.
  • Leia.
  • BRT do Rio: um sistema de transporte que já nasceu com problemas
  • ANTP
  • Sinal de Trânsito disponibiliza aplicativo para priorizar os ônibus nos semáforos -
  • PO2S
  • O ‘Estadão’ e a demagogia dos corredores
  • ANTP